Existem milhares de notas naturais e sintéticas à disposição dos perfumistas. Uma delas é a bergamota.

A bergamota é um fruto da árvore com o mesmo nome. Tem um formato parecido ao da pera, acreditando-se que é um cruzamento entre a lima doce (Citrus Limetta) e a laranja amarga (Citrus Aurantium) conhecida na Andaluzia como Azahar.
bergamota

Este fruto não é comestível mas os seus extractos são de grande interesse para a perfumaria, cosmética e para a industrial alimentar (como aroma alimentar). Originária da região da Calábria (Itália), é hoje também produzida em França, Costa do Marfim e Turquia.

O óleo essencial da bergamota é extraído da sua casca, atribuindo aos perfumes uma característica cítrica suave, simultaneamente doce e fresca. Cerca de um terço dos perfumes masculinos e cerca de metade dos perfumes femininos contêm bergamota pelo que a sua importância para a perfumaria é enorme.

Para além da sua importância nos dias de hoje, esta é também uma nota com história. A bergamota fazia parte da composição da primeira Eau de Collogne  lançada no sec XVII na cidade de Colónia.

Entre as centenas de perfumes que contêm bergamota destacamos:
– Acqua di Bergamotto Ermenegildo Zegna for men
– Coco Mademoiselle Chanel for women
– La Nuit de l`Homme Yves Saint Laurent for men
– Acqua di Parma Blu Mediterraneo Bergamotto di Calabria
– Eau de Fleurs de Cedrat Guerlain for women and men

Bergamota, um ingrediente histórico incontornável.

This Post Has 3 Comments

Deixe uma resposta

Close Menu