As fragrâncias amplificam as emoções e humores que cada estação do ano traz. Os aromas florais e herbais conferem frescura e limpeza na primavera, o aroma de cacau evoca as manhãs de preguiça de domingo, o aroma de relva acabada de cortar é associado ao verão, os aromas de doce de abóbora apelam ao outono. Na época do frio, a área exposta é menor pelo que os perfumes com um carácter mais forte, que difundem melhor no ar são mais utilizados, ocorrendo o fenómeno oposto no verão.

No entanto, os perfumes são uma expressão pessoal, uma afirmação do estilo de quem o usa, independentemente da época do ano. Tal como um qualquer artigo de moda, seguem tendências que diferem de ano para ano.

A tendência para a época outono/inverno de 2016/2017 é inspirada no café, cocktail e na moda da culinária, sendo marcada pelas notas perfumadas ricas, densas, florais e cítricas para um mercado unissexo emergente.

Os perfumistas aplicam cada vez mais aromas alimentares na criação de fragrâncias para dar um toque especial e diferente ao perfume, uma dimensão “gourmand” (gulosa) tão na moda. Assim as notas de especiarias como açafrão, pimenta, cardamomo e salva são combinadas com notas frutadas de pêra, framboesa, flor de laranjeira, ruibarbo, lichia e marmelo. Notas mais ricas como sal e rum conferem contemporaneidade aos perfumes de luxo. As famílias olfactivas de chipre, amadeirados e frutados estão com popularidade crescente. Nos perfumes de inverno, há uma fusão das notas especiadas com notas mais doces e leves. As fragrâncias unissexo emergem na estação outono/inverno de 2016, onde o tema sombrio prevalece com notas de couro, resina e incenso, caramelo e café.

O inverno oferece a oportunidade de re-energizar o conforto e o luxo no estilo de vida do consumidor. Destacam-se as notas vestíveis, com características quentes, macias e cremosas, em linha com a tendência das notas gulosas e doces de âmbar.

Fonte: Perfumer & Flavorist
inverno-via-httpcheiadecharme.blog_.br_

Deixe uma resposta

Close Menu