Na preparação para a quadra natalícia somos inundados com anúncios das mais recentes fragrâncias. Há novidades para todos os gostos e para todos os bolsos. Mas não são essas as fragrâncias que vos propomos hoje.

Os cristãos acreditam que o recém nascido Jesus foi visitado por Reis Magos vindos do oriente. Como ofertas trouxeram ouro, incenso e mirra. Como o nosso interesse é tudo o que é perfumado, esqueçamos o ouro e concentremo-nos nas outras duas oferendas.

A mirra é uma resina perfumada proveniente de árvores nativas da zona do corno de África (Somália, Eritreia). É conhecida tanto pelas suas propriedades fragrantes assim como pelas suas propriedades medicinais analgésicas, de controle da glicose e de inibidor de certos tipos de cancro.

A resina é muitas vezes moída em pequenas contas que são adicionadas a uma fogueira para queimar e libertar o seu inebriante perfume.

A palavra incenso provém do Latim incendere, que traduzido literalmente quer dizer queimar. O incenso é uma mistura de diferente materiais combustíveis e óleos aromáticos que liberta um odor agradável quando queimado. É composto por uma base combustível como madeira ou carvão e os aromáticos como por exemplo a cânfora, laudano, sândalo, mirra, frankincense, etc.

Os aromáticos utilizados dependem da zona do globo em que o incenso é produzido e das tradições culturais ancestrais. Por exemplo na América do Norte o incenso utilizado pelos indígenas contém cedro e salva. No Japão é utilizado cedro, madeira de agar e resina de agar. Na Índia utiliza-se madeira de bamboo e elementos perfumados como a cânfora, a água de rosa, etc.

Há relatos de utilização do incenso há mais de 5000 anos. No entanto, a sua utilização em culturas geograficamente tão afastadas como os índios norte-americanos e os povos hindus leva a crer que o incenso faz parte de uma cultura humana muito mais ancestral.
Independentemente da cultura, a sós ou em comunidade, acender incenso acalma e relaxa a nossa mente ajudando-nos a desacelerar das nossas vidas agitadas para que possamos encontrar o equilíbrio.

O incenso é, de facto, um presente digno de um Rei.

Saudações perfumadas!

corbis-42-15347247

Deixe uma resposta

Close Menu