Aromas a Pedido
“…Criar uma fragrância tem paralelismo à criação musical, desde a inspiração à conjugação das notas para chegar à harmonia final. “Demora pelo menos três meses. Há um briefing, em que o cliente nos faz um pedido subjetivo. Depois, estudamos bem a marca para encontrar nas centenas de matérias-primas de que temos conhecimento e em stock as que melhor se adaptam; e ao conhecermos a sensação que essas matérias-primas produzem em quem as vai usar, estudamos para transmitir o que o cliente quer numa mistura agradável, que espelhe essa marca ou personalidade”, adianta Vera Mata…”

Reportagem da i-sensis no Correio da Manhã
i-sensis no Correio da Manhã

Deixe uma resposta

Close Menu